• Xô baixo astral! Aprenda como manter foco nos estudos

    foco nos estudos

    Com as distrações e obrigações impostas pela vida moderna, manter o foco nos estudos é um desafio e tanto para quem precisa manter a si mesmo sob constante vigilância, com o objetivo de não procrastinar compromissos e deparar-se com prazos apertados e missões ingratas, como estudar todo o conteúdo de uma prova faltando poucos dias para ela.

    Você pode até se dar bem em um exame ou entregar um trabalho no prazo nessas situações, mas já parou para pensar como seria continuar tendo tempo para ter uma vida social, trabalhar, cuidar da sua saúde e praticar exercícios ou divertir-se sem perder a disciplina, colocando os estudos em primeiro lugar?

    Afinal, ter foco não significa dedicar todo o seu tempo livre aos estudos, mas saber utilizá-lo de maneira inteligente para cumprir seus objetivos e evitar frustrações e estresse com acúmulo de compromissos, planejando cuidadosamente cada minuto que você gasta fazendo outras coisas.

    Quer saber como você pode fazer isso? Confira as dicas que listamos a seguir!

    Tenha um cronograma de estudos alinhado às suas metas

    Quando você estabelece de maneira clara e objetiva um cronograma de estudos para seguir e executar tarefas ao longo de um dia, cumprir seus objetivos se torna muito mais fácil, na medida em que é possível visualizar tudo o que sua rotina deve contemplar, desde o momento em que acorda até a hora em que vai dormir.

    Por isso, conecte essa agenda com seus objetivos e calcule quantas horas diárias de estudo serão necessárias para alcançá-los e cumprir prazos, estabelecidos ou não por você.

    Tenha em mente que isso também inclui prever e respeitar horários estabelecidos para suas distrações, como assistir a seriados e acessar redes sociais. Logo, não se esqueça de colocar tudo no papel ou em um aplicativo de anotações no smartphone ou computador — o Evernote é sempre uma ótima pedida —, para evitar a tentação de trabalhar com cronogramas flexíveis demais.

    Isso evita a tentação de se deixar iludir pela promessa de adiar algo para fazer em outro horário e ao final de um período não ter feito nada ou muito pouco do que tinha sido planejado de maneira vaga para ele.

    Elimine distrações para manter o foco nos estudos

    Mesmo que muitas vezes não seja possível reunir em casa as condições oferecidas por ambientes que favorecem a concentração, como uma biblioteca ou livraria, sempre há uma maneira de adaptar seu cantinho de estudos para torná-lo compatível com suas necessidades. Quer saber como? Confira!

    Remova aparelhos e outras fontes de distração do seu ambiente de estudos

    Antes de tudo, elimine sua exposição às distrações. Onde você estuda, por exemplo, há uma televisão, um videogame ou outra fonte de distração que possa atrapalhar uma sessão de estudos? Se sim, não pense duas vezes antes de removê-las desse cômodo, deixando nele apenas o que é necessário para tornar suas sessões mais produtivas.

    Isso inclui seu smartphone, portanto desligue-o ou deixe-o no silencioso, configurando mensagens automáticas (no seu email, WhatsApp e outros aplicativos) para retornar mensagens assim que possível. Busque também mantê-lo afastado em outro cômodo da casa ou com uma pessoa que possa te avisar caso seja uma ligação ou comunicado importante.

    Organize seus materiais e deixe o que é importante ao alcance da mão para não tirar o foco nos estudos

    Em seguida, organize esse aposento, deixando ao alcance da mão só o que vai ser utilizado e o restante dos materiais didáticos, provas anteriores de exames e anotações sempre bem organizados em pastas e armários, para não perder tempo procurando pela casa ou revirando pilhas de papéis quando precisar deles.

    Saiba lidar com o barulho

    Caso você estude melhor em silêncio, avise as pessoas com quem você mora para que colaborem e não façam barulho ou atrapalhem nos horários em que precisa se concentrar.

    Se ainda assim, o ruído for um problema, principalmente o que vem da rua, como uma obra em execução ou o som dos carros, experimente colocar uma música instrumental para tocar, prestando atenção ao volume dela, para que não se torne uma fonte de distração a mais.

    Coma e hidrate-se sem exageros

    Por fim, quando você exagera em uma refeição, além da sensação de inchaço, é muito provável que também sinta vontade de dormir, prejudicando sua capacidade de manter o foco. Da mesma forma, beber líquidos em excesso vai exigir constantes deslocamentos ao banheiro.

    Como ficar com fome e sede também não é a melhor resposta, mas uma distração a mais para seus pensamentos, a dica é fazer isso de maneira equilibrada, investindo em refeições leves e saudáveis, livres de açúcar, sódio e cafeína — frutas são ótimas alternativas — e mantendo a hidratação com uma garrafa de água sempre por perto.

    Sinta-se confortável para estudar e ter foco nos estudos

    Tendo em vista que uma sessão de estudos pode significar algumas horas de dedicação, é fundamental que você se sinta confortável para aproveitar melhor esse tempo diante de livros ou da tela de um computador. No entanto, sem exageros, uma vez que conforto demais, como deitar-se na sua cama para uma sessão de estudos, pode induzir o sono e fazer você mudar os planos do dia.

    Em outras palavras, sentir-se confortável para estudar deve passar pela disponibilidade de uma cadeira ou poltrona que permita manter uma postura ereta por um bom período de tempo e possa ser regulada ou que ao menos seja compatível com a altura da mesa ou gabinete que você usa.

    E se quiser tornar os estudos ainda mais dinâmicos, experimente adquirir uma stand-up desk, que são mesas projetadas para estudar e trabalhar em pé, trazendo benefícios para a coluna e produtividade, como o aumento do fluxo sanguíneo e da capacidade de atenção, melhorando a atividade cerebral e corporal.

    Quebre uma sessão de estudos em porções menores

    Ter que estudar por horas a fio pode facilmente se tornar uma tarefa muito cansativa e entediante quando você não estabelece pausas para descansar a mente, reenergizar e voltar sua atenção aos livros e cadernos. Por isso, divida suas sessões em intervalos menores, com pequenas pausas entre eles para respirar, dar uma caminhada, comer algo ou aproveitar esse tempo como você achar melhor.

    Um método muito utilizado para isso é a Técnica Pomodoro, que consiste em utilizar um cronômetro para ajustar períodos de 25 minutos para trabalhar sem interrupções em uma tarefa, fazendo pausas de 5 minutos entre elas. Sendo cada intervalo um “pomodoro”, depois de quatro deles, você pode fazer uma pausa maior, que é de 30 minutos até voltar aos estudos e começar tudo de novo.

    Identifique como você aprende melhor para manter o foco nos estudos

    Caso você nunca tenha ouvido falar nisso, saiba que existem diferentes tipos de aprendizado e identificar os que mais se ajustam ao seu perfil faz toda a diferença para melhorar seu desempenho com os estudos. Confira alguns dos principais estilos:

    –  Cinestésico: o aprendizado ocorre melhor com o uso de habilidades motoras que envolvem o uso do corpo e das mãos, além da participação em atividades que mantenham a pessoa em movimento;

    –  Visual: aprendizes desse tipo se dão melhor com o uso de recursos visuais, seja por meio de textos ou imagens, assim como estratégias de estudo como o uso de mapas mentais; e

    –  Auditivo: já pessoas que se enquadram nesse estilo, aproveitam melhor as situações em que envolvam a transmissão oral de conhecimento, como uma aula, palestra e até mesmo uso de músicas para fixar conteúdos.

    Ao identificar como você aprende melhor — o que pode combinar habilidades de mais de um tipo de aprendizado —, é possível traçar estratégias e técnicas para usar os recursos mais apropriados para o seu estilo e aumentar sua concentração com foco nos estudos.

    Se você está estudando, por exemplo, para um teste de proficiência em inglês e aprende melhor por meio dos estilos auditivo e visual, um curso de inglês instrumental online é um aliado e tanto na missão de se dar bem em uma prova de Mestrado.

    Como você pode perceber, manter o foco nos estudos não precisa ser um bicho de sete cabeças, mas exige disciplina e compromisso. Que tal nos dizer o que você achou das nossas dicas e compartilhar conosco a sua estratégia para manter a concentração e o foco ao estudar? Deixe seu comentário aqui no artigo e bons estudos!