• Verbos Reflexivos em Espanhol

    verbos reflexivos em espanhol

    Você sabia que existem os verbos reflexivos em espanhol, assim como os pronominais e os recíprocos? Suas características são muito semelhantes. E eles são bem importantes e muito usados na língua espanhola!  Portanto, é relevante que você os conheça.

    Nós vamos, agora, ensinar tudo para você, mas antes vamos conhecer os pronomes reflexivos, pois eles serão usados junto com o verbo. Você vai perceber que cada pronome pessoal tem um pronome reflexivo equivalente, com exceção da terceira pessoa do singular e a terceira pessoa do plural, que recebem o mesmo pronome reflexivo. Isso não vai causar dano da frase nem na compreensão, visto que o contexto deixa bem claro quem é ou quem são os sujeitos que realizam/recebem a ação do verbo.

    Analise, com atenção, a tabela abaixo. Você perceberá que esse assunto é muito fácil.

     

    Pronome pessoal Pronome reflexivo
    Yo Me
    Te
    Él, ella, usted Se
    Nosotros Nos
    Vosotros Os
    Ellos, ellas, ustedes Se

     

    Agora que você já analisou e entendeu a tabela, vamos aprender a diferença sobre os verbos reflexivos em espanhol e os outros verbos em questão. Você já sabe que os pronomes reflexivos encontrados na tabela farão parte das frases feitas com os verbos reflexivos em espanhol e também dos pronominais  e recíprocos.

     

    Verbos pronominais em espanhol:

    São os verbos que são conjugados com o uso de um pronome. Eles são conjugados com o pronome reflexivo (ver tabela).

    Exemplo: Me orgullo de ser tu hijo. (Eu me orgulho de ser teu filho.)

    O sujeito deve concordar em número e pessoa com o pronome átono, que são: me, te, se, nos, os.

    Esse verbo, embora pareça, não é igual ao verbo reflexivo, pois a ação, que é representada pelo verbo, não gira em torno de si, ela não retorna a si, não é um complemento, como é caso do verbo reflexivo; mas a ação faz parte do verbo.

     

    Verbos reflexivos em espanhol:

    São os verbos cuja ação acontece em torno de duas ou mais pessoas, coisas ou animais, ao mesmo tempo que recebem dele ou deles esta ação. O sujeito é, portanto, agente e paciente.

    Exemplo : Nos arreglaremos para la boda de Maria en mi casa. (Nós nos arrumaremos para o casamento de Maria em minha casa.)

    Os verbos reflexivos em espanhol também refletem uma ação sobre o mesmo sujeito, isto é, o sujeito faz e sofre a mesma ação. Sujeito e objeto, nesse caso, são a mesma pessoa.

    Exemplo: Yo me afeito todos los días para trabajar. (Eu faço a barba todos os dias para trabalhar.)

    São sempre verbos transitivos e para que você tenha certeza de que se trata de um verbo reflexivo, basta adicionar na frase as expressões en si, a si mismo, ou equivalente. Se o sentido da frase continuar o mesmo, então, é um verbo reflexivo.

    Vamos ver um exemplo para que fique mais claro: Yo me lavo a mi mismo. (Eu dou banho em mim mesmo. / Eu banho a mim mesmo). Quando fazemos a tradução, a frase fica sem sentido porque a estrutura da língua portuguesa é diferente da estrutura da língua espanhola. Enquanto que na língua espanhola vai soar como um reforço, para o português será desnecessário, pois no caso do exemplo dado, se você disser apenas Eu tomo banho, já fica entendido que você faz e sofre a ação.

     

    Verbos recíprocos em espanhol:

    São os verbos cuja ação é realizada por duas ou mais pessoas de maneira que elas efetuam uma ação sobre as outras ao mesmo tempo em que recebem a ação delas.

    Exemplo: Nos llamamos por telefono. (Conversamos por telefone.)

    Nesse exemplo, é possível perceber que duas pessoas fazem a mesma ação que é conversar por telefone.

    Como esses verbos também são construídos com pronomes reflexivos, para que você não fique confuso, você pode acrescentar no final das frases algumas palavras que tem a função de reforçar a reciprocidade da ação como entre si, mutuamente, reciprocamente, ambos, uno para u otro, outro con el otro,  mutuamente, reciprocamente, uno con el otro.

    Pegando o exemplo acima, ao colocarmos uma das expressões citadas, a frase ficará: Nos llamamos por telefono uno con el outro. (Conversamos por telefone um com o outro.) Percebe-se que não há necessidade de colocar essa expressão no fim da fase e que, ao traduzir, ela fica com tom de ambigüidade. Essa colocação é apenas para te assegurar o tipo de frase que você está lendo.

    Bom, já que você entendeu direitinho a diferença entre verbo pronominal, reflexivo e recíproco, vamos estudar, então, os maiores exemplos de verbos pronominais.

     

    Verbo Gustar, Apetecer, Interesar e Encantar

    Os verbos gustar, apetecer, interesar e apetecer são verbos usados para indicar gostos e interesses. Sua conjugação é bem diferente da conjugação dos verbos equivalentes aos da língua portuguesa.

    Esses verbos possuem uma conjugação diferente, pois eles não vão combinar com o sujeito e, sim, com o complemento da frase. Então, para que serve o sujeito? O sujeito é fundamental, pois ele é o realizador da ação.

    Uma característica mais que importante e que causa muita dúvida no estudante de língua espanhola é que o verbo gustar não pede a preposição DE. Muitos querem fazer a frase assim: A mi me gusta de chocolate.  Essa sentença está totalmente errada.  A correta é: A mi me gusta el chocolate. (Eu gosto de chocolate.)

    Outro ponto interessante desses verbos é que eles só são conjugados em duas pessoas, que são a terceira do singular e a terceira do plural. Isso é muito bom, pois você não precisa se preocupar em relacionar a desinência do verbo com o pronome sujeito.

    Sendo assim, se o complemento estiver no infinitivo ou no singular, o verbo será conjugado na terceira pessoa do singular. Se o complemento estiver no plural, então o verbo será conjugado na terceira pessoa do plural.

    Vejamos exemplos para que isso fique mais compreensível:

    A mi me encanta salir por la noche. (Eu adoro sair à noite.)

    A nosotros nos gustan las faldas largas. (Nós gostamos de saias longas.)

    A Marco no le interesa estudiar inglés, sino español. (A Marcos não lhe interessa estudar inglês e, sim, espanhol.)

    A mi me apetecen las comidas chinas. (Eu adoro as comidas chinesas.)

    Então, como você pode ver nos exemplos acima, o verbo, em todos os casos, combinou com o complemento e não com o sujeito.

    Vamos analisar a tabela e ver mais exemplos.

    (A mí) me  

    GUSTA

    ENCANTA

    APETECE

    INTERESA

    GUSTAN

    ENCANTAN

    APETECEN

    INTERESAN

    A mí me interesa la música clásica.

    (Eu me interesso por música clássica.)

    (A ti) te ¿A ti te gustan los chocolates?

    (Tu gostas de chocolate?)

    (A él, ella, usted) le ¿A usted le encantan los pantalones vaqueros? (Você adora calça jeans?)
    (A nosotros) nos A mis hermanos y a mí no nos gusta salir por la noche.

    (Meus irmãos e eu não gostamos de sair a noite.)

    (A vosotros) os ¿A vosotras os interesan las entradas para el concierto?

    (Vós os interessáis pelos ingressos do show?)

    (A ellos, ellas, ustedes) les A ellos les interesa ir a la misa más tarde.  (Eles se interessam em ir a missa mais tarde.)

     

     

    Na formação da frase, a primeira coluna é opcional, enquanto a segunda é obrigatória.  Porém, há estruturas que são inaceitáveis. Cuidado na hora de formar uma frase. Vamos ver exemplos de frases erradas:

    A me gusta estudiar español.

    A mi gusta estudiar español.

    Yo gusto de estudiar espãnol.

     

    Você só tem duas formas de estruturar a frase usando o verbo gustar (e seus equivalentes), a saber:

    A mi me gusta estudiar esáñol.

    Me gusta estudiar español.

    Porém, quando se trata da terceira pessoa do singular e da terceira pessoa do plural, faz-se obrigatória a identificação do sujeito, visto que o verbo fará referência a três pessoas, como pode ser visto nos exemplos abaixo.

    A él le encanta comer pizza. (Ele adora comer pizza.)

    A ella le interesan las historias infantiles. (Ela se interessa por histórias infantis.)

    ¿A usted le interesa el partido de fúlbol? (Você se interessa por partida de futebol?)

    A ellos no les gusta hablar mucho. (Eles não gostam de falar muito.)

    A ellas les encanta salir de compras. (Elas adoram sair para fazer compras.)

    ¿A ustedes les gustan los perfumes franceses? (Vocês gostam de perfumes franceses?)

    O mesmo deve acontecer quando ao invés de vir o pronome sujeito, vir o nome da pessoa. Olha os exemplos.

    A Lucas le gusta escribir historias de amor. (Lucas gosta de escrever histórias de amor.)

    A Marina e Paco les encanta viajar en los fines de semana. (Marina e Pacos adoram viajar nos fins de semana.)

    Se você analisar, perceberá que é fácil conjugar esses verbos e que sua tradução será baseada na estrutura da língua português. Você deve compreender a frase em língua espanhola e passar para o português, respeitando suas regras.

    Como você já vem estudando e vem traduzindo textos em língua espanhola, você já percebeu que esses verbos são muito recorrentes nas provas de proficiência. Isso reforça sua importância.

    Agora que você entendeu sua estrutura, seu uso e como traduzir, será mais fácil fazer a análise dos textos.

    Bons estudos!


    Leia também:

    7 dicas para prova de proficiência em espanhol do mestrado

    31 modelos de provas de proficiência em espanhol

    Curso de Espanhol Instrumental Online para Provas de Proficiência

  • Comentários
    Anita

    Muy bueno y muy fácil de comprender