• O que difere Inglês Instrumental e Inglês Convencional?

    ingles instrumental convencional

    Se você está buscando aprender inglês para passar em um exame de proficiência de mestrado ou doutorado e já procurou sobre isso na internet, deve ter descoberto que há uma série de métodos diferentes de aprendizado. Essas técnicas têm foco em habilidades e objetivos distintos (escrita, fala, leitura ou compreensão auditiva) e recebem nomes diferenciados: Inglês para Turismo, Inglês para Negócios, Inglês Acadêmico etc. E entre tantos processos para aprender o novo idioma, você pode ter se deparado com a expressão Inglês Instrumental.

    Mas, afinal, o que o Inglês Instrumental tem de diferente do Inglês Convencional, que é ensinado em cursos por todo o país? Se você quer entender as características desse método e descobrir por que ele é muito mais eficiente para quem quer aprender inglês para a prova de proficiência do mestrado ou doutorado, esse post é para você. Confira!

    Quais são as diferenças técnicas entre o Inglês Instrumental e o Inglês Convencional?

    Antes de explicarmos a diferença entre os métodos, é preciso esclarecer como os estudos de línguas estrangeiras são classificados. Segundo especialistas no assunto, toda a língua é dividida em 4 habilidades: fala, compreensão auditiva, escrita e leitura.

    Essa divisão é essencial para entender a distinção entre o Inglês Convencional e o Inglês Instrumental (ou Inglês Técnico): enquanto o curso de Inglês Convencional, também chamado de Conversação, trabalha as 4 habilidades, o Inglês Instrumental dá ênfase apenas a uma, a leitura.

    Mas por que existe a necessidade de trabalhar apenas a leitura?

    Essa diferenciação dos dois métodos ocorre porque há demandas diferentes de aprendizado. A maioria das pessoas que buscam cursos de Inglês Convencional procura aprender a língua para se comunicar através das 4 habilidades. São pessoas que precisarão usar o inglês em situações cotidianas – seja no exterior, no trabalho ou em alguma outra atividade – e, por isso, precisam ser capazes de se expressar de todas as formas.

    Já o Inglês Instrumental supre a necessidade de quem precisa aprender o Inglês para um propósito específico de leitura de textos em inglês, como passar em uma prova de proficiência de mestrado ou doutorado. Por isso, é focado apenas nessa habilidade, já que neste caso o que é preciso é principalmente ler artigos acadêmicos e técnicos com mais agilidade.

    Qual é a vantagem de cada método?

    Não se pode dizer que uma metodologia seja melhor ou pior do que a outra, pois elas atendem a propósitos diferentes. O que você precisa saber é qual delas é a mais indicada para o seu caso.

    Se você está procurando aprender inglês para uma viagem de turismo, intercâmbio, para estudar ou trabalhar no exterior, um curso de Inglês Convencional talvez seja o mais indicado, uma vez que vai proporcionar o aprendizado equilibrado das 4 habilidades. Contudo, é preciso ter em mente que, por trabalhar leitura, escrita, compreensão auditiva e fala, leva-se mais tempo para perceber os resultados do aprendizado.

    Já o Inglês Instrumental, por ser voltado apenas à prática de leitura, propicia um aprendizado mais específico, porém muito mais rápido, considerando que essa é a habilidade mais fácil de dominar. Isso porque as palavras mais comuns da língua compõem a maior parte de qualquer texto. Por exemplo, se você selecionar as 250 palavras mais frequentes na língua inglesa, elas formarão 60% de um material escrito. Se você selecionar as 1000 mais comuns, isso equivalerá a 70% de qualquer texto. Se você somar essa quantidade aos cognatos, ou seja, às palavras que são parecidas em ambos os idiomas (como possível e possible), pode chegar a 95% de compreensão. Assim, com o conhecimento de pouco mais de 1000 palavras, conseguimos entender a quase totalidade de um texto em inglês.

    Por isso, em alguns casos, se o aluno praticar o Inglês Instrumental diariamente, é possível ver os primeiros resultados em apenas 10 dias, enquanto no Inglês Convencional você precisa de meses de prática para compreender razoavelmente as 4 habilidades.

    Por isso, antes de escolher um curso de inglês, veja qual metodologia se aplica melhor ao seu objetivo. Em combinação com seu esforço e persistência, a técnica certa poderá ajudar você a ter sucesso.

    Separamos para você uma Vídeo Aula Gratuita de Inglês Instrumental para você conhecer este método na prática.

    Caso você esteja se preparando para uma prova de proficiência de pós-graduação veja 7 dicas para se preparar bem o teste.

    Gostou do post? Comente abaixo, sua opinião é muito importante para nós!

  • Comentários
    Cleonice de Andrade Gonçalves

    Me chamou a atenção a matéria sobre o inglês instrumental. Entendi. Gostei.Parabéns pela clareza do assunto.


    Moisés Santos Cantuário

    Bastante interessante este método de aprendizagem, muito técnico e prático, gostei.


    Jadeilton Chaves

    Ótimo esclarecimento, fique satisfeito com o posto. Abraço e parabéns à equipe!


    Jadeilton Chaves

    Ótimo esclarecimento, fique satisfeito com o post. Abraço e parabéns à equipe!