• 9 Dicas Incríveis para Prova de Inglês para Concursos Públicos

    inglês para concursos

    Saber inglês para concursos, hoje, é porta de entrada para as melhores oportunidades do mercado de trabalho. Mas isso você já sabe. O que nem todo mundo se dá conta é de que a língua inglesa também passou a ser requisito preponderante para a conquista das tão almejadas vagas do serviço público.

    Cada vez mais, as provas de concursos públicos têm exigido conhecimentos sobre línguas estrangeiras, em especial o inglês. A cobrança existe, principalmente, entre as áreas fiscal, bancária e econômica. Mas diversas vagas específicas de outros concursos públicos também vêm exigindo o domínio da língua inglesa.

    O problema é que muita gente tem perdido a vaga que almeja que tanto aspira justamente por não dar a devida atenção a essa matéria e perder pontos valiosos em questões consideradas fáceis por bobagem.

    Então, se o edital fizer menção a conteúdos de inglês, não os menospreze, mesmo que o peso atribuído a essas questões seja baixo. O estudo do idioma é tão importante quanto as demais matérias e pode fazer diferença na classificação final.

    Assim, quando começar a se dedicar aos estudos de determinado concurso público, não esqueça de incluir a língua inglesa na rotina de estudos, como você faria com qualquer outra disciplina.

    Isso não só o deixará preparado para encarar questões em outro idioma, como também evitará o medo na hora de se deparar com elas, encontrar textos longos e difíceis e não conseguir compreender os enunciados.

    Manter a calma nessas horas, como você já sabe, faz toda a diferença para o resultado.

    Quer saber mais sobre o assunto? Então continue acompanhando este post:

    Como estudar inglês para concursos?

    A 1ª regra para você se antenar é não confundir o inglês cobrado nas provas de concurso público com o mesmo inglês que você estuda para aprender a se comunicar. São coisas bem diferentes, com objetivos também bem distintos.

    A cobrança do conhecimento da língua em um certame é bem específica e não envolve, por exemplo, o conhecimento do speaking (falar e pronunciar) nem do listening (ouvir), cuja prática é ensinada à exaustão nos cursinhos de idiomas.

    Pelo contrário. Em uma prova de concurso, o candidato é testado em relação à sua capacidade de compreender o texto, de discernir sua mensagem e de conhecer a gramática e o vocabulário para conhecer a resposta correta.

    Nesse sentido, as provas costumam focar em um vocabulário mais técnico e formal, usando palavras que não são trabalhadas com frequência no idioma que se fala no dia a dia. É por isso que, muitas vezes, quem é fluente ou conhece bem o idioma não consegue se dar bem no certame.

    Portanto, estudar gramática e trocar o estudo do inglês em casa por aulas em uma escola de línguas pode não ser suficiente quando o foco é outro.

    Mas, se o candidato seguir alguns truques simples, poderá garantir uma boa pontuação, mesmo sem dominar o idioma. Afinal, a prova de inglês não é nenhum bicho de 7 cabeças. No entanto, é preciso estar preparado para ela.

    9 dicas de inglês para concursos

    Para te ajudar, apresentamos, a seguir, 9 dicas de como estudar inglês para concurso de forma eficiente. Confira:

    1. Estude através de uma metodologia chamada de Inglês Instrumental

    Se você não é fluente em inglês e seu tempo é curto, você precisa ir direto ao ponto. A melhor metodologia de preparação para a prova de  inglês para concursos é um Curso de Inglês Instrumental específico para este fim.

    Leia um post que temos com um Guia Completo sobre Inglês Instrumental

     

    2. Conheça a banca examinadora

    Hoje, tão importante quanto ler o edital e se dedicar a estudar o conteúdo previsto é também dominar as artimanhas das bancas organizadoras de concurso como FGV, ESAF, CESPE, CESGRANRIO e FCC.

    Cada uma tem o seu estilo e costuma caprichar nos truques linguísticos, nos detalhes e nas pegadinhas na hora de elaborar as questões para se destacar entre as suas concorrentes. Portanto, não negligencie essa informação.

    Assim como elas oferecem estilo de provas completamente diferentes umas das outras, a preparação para cada uma delas também precisa ser.

    Procure na internet por questões de provas anteriores, pois isso não só ajudará você a praticar, como também a conhecer quais são os assuntos preferidos daquela organizadora, como costuma ser o formato das questões e em que tipo de texto costuma basear as questões.

    3. Treine o vocabulário e escreva muito

    Assim como na prova de língua portuguesa, o segredo para se dar bem nas questões de inglês é entender o texto e saber interpretá-lo. Mas, para que isso aconteça, você precisa conhecer o vocabulário antes de qualquer coisa.

    Então, essa é uma dica fundamental para os seus estudos: buscar conhecer a maior quantidade possível de palavras novas e, claro, relembrar as que você já sabe. Como fazer isso?

    Há inúmeras formas, mas uma das mais eficientes é elaborar o seu próprio glossário pessoal em um caderno: a cada dia, anote uma nova palavra desconhecida, junto com a sua tradução, e a repita todos os dias. Isso o ajudará a fixar as palavras e ampliar o vocabulário.

    Se você inserir 3 novas palavras a cada dia, terá aprendido 90 palavras ao fim de um mês. No entanto, caso você já tenha um nível de inglês intermediário ou mais avançado, procure não focar apenas na palavra isolada, mas também em escrever uma frase inteira e praticá-la.

    Você também pode ir além do caderno e espalhar essas palavras pelo quarto de estudos em forma de cards, por exemplo, principalmente procurando relacioná-las com o objeto a que dizem respeito.

    Um exemplo é colocar um card “notebook” no caderno, “chair” na cadeira e “mirror” no espelho. Isso ajuda na identificação e faz com que o subconsciente assimile e fixe as palavras de maneira mais rápida e fácil.

    Outra dica é para a hora da prova: circule todas as palavras que conhece no enunciado para facilitar a leitura do texto no todo. Se você não souber o significado de uma ou outra, não se desespere. Ao ler o todo, o sentido poderá ficar claro — principalmente se você investiu tempo em ampliar o seu vocabulário.

    Além disso, outra possibilidade é usar as palavras conhecidas a seu favor. Os chamados cognatos verdadeiros são aquelas palavras similares à língua portuguesa que significam exatamente aquilo que parecem. Por exemplo:

      – future = futuro;

      – human = humano;

      – minute = minuto;

      – positive = positivo;

      – television = televisão.

    Isso também serve para as palavras que, mesmo em outro idioma, já se tornaram populares na língua portuguesa. É o caso de:

      – coffee = café;

      – drink = bebida;

      – work = trabalho.

    Leia post com as 43 palavras cognatas que mais utilizadas em textos

    4. Tenha atenção com os falsos cognatos e as pegadinhas

    Conforme você for ampliando o seu vocabulário, perceberá que há palavras em inglês que induzem ao erro pelo simples fato de parecerem sinônimo.

    São os falsos cognatos, chamados assim porque possuem a grafia idêntica ou muito parecida com algumas palavras em português, mas que significam algo diferente do que aparentam dizer. É o caso de:

      – college = faculdade;

      – content = conteúdo;

      – library = biblioteca;

      – lunch = almoço;

      – push = empurrar.

    As provas de concurso, aliás, adoram utilizar essas pegadinhas para confundir os candidatos. Então, foque nelas quando for estudar o vocabulário.

    Se, mesmo assim, você não reconhecer o falso cognato na prova, desconfie de palavras desconhecidas que não fazem sentido no contexto do enunciado. Como eles podem mudar todo o sentido de uma frase, tente olhar o texto de uma forma geral para entender o todo e não focar apenas em uma determinada frase.

    5. Conheça os termos técnicos de inglês para concursos

    Fique atento: os falsos cognatos podem não ser seus únicos adversários. Dependendo do concurso e da vaga que você está pleiteando, os termos técnicos da área em questão podem estar muito presentes na prova de inglês, assim como está nas outras matérias.

    Portanto, preste atenção em prováveis temas a estarem presentes na sua prova. Se o concurso é para a Petrobras, por exemplo, esteja familiarizado com vocabulário sobre pré-sal e prospecção de petróleo. Porém, se for para a Receita Federal, conheça bem o vocabulário voltado para economia e tributação.

    6. Leia muitos textos em inglês para concursos

    Com o vocabulário aumentando, procure ler mais textos em inglês (em notícias de sites estrangeiras ou até em livros de romance escritos em outro idioma) para situar as novas palavras que aprendeu em situações do cotidiano. Isso fará com que você comece a se habituar com a construção de frases e com a interpretação dos textos, tão cobrado em um prova de concurso.

    E não só para isso. Praticar a leitura também fará com que você se familiarize com textos maiores e mais complexos em outro idioma, o que vai facilitar muito na hora de fazer a prova. Você poderá evitar o nervosismo, por exemplo, ao se deparar com um texto muito grande ou com muitas palavras desconhecidas.

    7. Procure resolver questões de inglês para concursos anteriores

    Você provavelmente já faz isso com as demais matérias que precisa estudar, então não custa fazer também com o inglês. Use o tempo disponível para o idioma para resolver questões já cobradas em provas anteriores, de outros concursos.

    Isso ajudará você a treinar o idioma na prática, como também servirá como parâmetros para você identificar onde estão suas maiores falhas. De quebra, essa prática recorrente ainda ajudará você a ir se adaptando com o estilo da banca examinadora, como já falamos.

    8. Assista a filmes e seriados e ouça músicas no idioma

    Gosta da 7ª arte? Então use essa paixão a seu favor. Quando for assistir a um filme ou a um seriado, procure optar pelo áudio original e retirar as legendas em português e prestar atenção no que os atores estão conversando.

    Faça o mesmo com a música. Isso ajudará você a ampliar o vocabulário e a reconhecer o que já aprendeu aplicado em situações do cotidiano.

    Se ainda tem dificuldades com o idioma, comece devagar: escolha um desenho animado ou, mesmo nos filmes, primeiramente entenda a história para, só depois, retirar a legenda e conseguir captar o que está sendo dito.

    9. Na hora da prova de inglês para concursos, procure por expressões opinativas e temporais

    Ao fazer uma leitura geral do enunciado, procure fazer uma identificação visual dos elementos que podem lhe indicar um caminho para a resposta correta da questão.

    Palavras que passam a ideia de tempo — por exemplo: in the past (no passado) ou will (indicação de verbo no futuro) — ou palavras que indicam uma opinião — como say (dizer) e disagree (discordar) — podem ajudar a compreender o tema e orientação do texto em linhas gerais.

    Como vimos, a prova de inglês para concursos, mesmo que as questões tenham um peso mais baixo que as demais matérias, pode se tornar o ponto definitivo para levar o candidato a uma boa ou má colocação no resultado final, decidindo de vez quem entra e quem fica de fora.

    Então, não subestime o idioma e corra atrás do que importante antes que ele se torne prejuízo. Dê a ele a mesma importância que você daria a qualquer outra área que está prevista no edital da prova e reserve um bom tempo do seu cronograma de estudos para se dedicar aos estudos da língua inglesa.

    Afinal, estudar tudo o que for possível para a prova nunca é demais e, com certeza, ajudará você a garantir o maior número de pontos extras (sempre tão valiosos!) para conquistar a tão almejada vaga.


    Leia também:

    Passo a Passo simples e prático para aprovação nas provas

  • Comentários
    Eyshila

    Show de bola essas dicas estão de parabéns eu amei