• 7 Dicas para Exame de Proficiência em Espanhol para Mestrado e Doutorado

    exame de proficiência em espanhol para mestrado e doutorado

    Uma das fases mais difíceis da seleção é o exame de proficiência em espanhol para o Mestrado ou Doutorado.  Por isso, separamos 7 dicas que vão ajudar você a alcançar o seu objetivo. Como os processos seletivos para esse nível de estudo estão cada vez mais concorridos, se sair bem no exame de proficiência em espanhol é fundamental para conseguir um bom resultado . Confira:

    Dicas para o exame de proficiência em espanhol para Mestrado ou Doutorado

    1. Domine a leitura e técnicas de interpretação de textos Avançadas

    Tenha em mente que para fazer a prova de proficiência em espanhol para o mestrado não é preciso falar ou ouvir em inglês. Os exames de proficiência em espanhol das seleções de pós graduação exigem a habilidade de leitura e interpretação de textos em um nível avançado. Estes exames tem características peculiares e as instituições que preparam os testes com o objetivo de fazer uma triagem efetiva entre os candidatos inserem estruturas complexas de gramática e interpretação de textos de nível avançado.

    2. Cuidado com o Alto Índice de Reprovação no Exame de Proficiência em Espanhol

    Muitos candidatos decidem fazer o exame na língua espanhola ao invés de fazer o exame de proficiência na língua inglesa, pois pensam que pelo fato do idioma ser bem parecido com o português eles irão conseguir obter um bom resultado. Este pensamento completamente equivocado tem gerado um alto índice de reprovação nos últimos anos.

    Embora a língua espanhola tenha uma similaridade muito grande com a língua portuguesa existem diferenças fundamentais. Os professores que elaboram as provas preparam as questões exatamente nos pontos específicos para identificar os candidatos que realmente dominam as estrutura da língua espanhola daqueles que tentam fazer a prova apenas com um “Portunhol” ou um conhecimento básico do idioma espanhol.

    3. Estudes pontos específicos da gramática.

    Não tem jeito, os exames de proficiência de pós graduação são técnicos e por isso estudar a gramática é fundamental, pois em todas os exames ela é cobrada em um nível avançado. Em alguns casos são questões gramaticais diretas e em outros você só consegue resolver as questões de interpretação de textos se dominar alguns itens da gramatica espanhola.

    A boa notícia é que você não precisa dominar toda a gramatica do espanhol. Foque os estudos nos seguintes pontos: Tempos Verbais, Conjunções, Preposições e Expressões Idiomáticas. Dominando estas estruturas gramaticais em um nível avançado você resolverá esta parte da preparação.

    4. O mito do vocabulário específico da área de estudos

    Como as universidades organizam as provas de proficiência separadas por grandes áreas como por exemplo Ciências da Saúde ou Ciências Humanas ou Exatas muitos candidatos pensam equivocadamente que o essencial durante a preparação é ter um grande vocabulário na área que está estudando. Aproximadamente 5% a 10% das palavras contidas nos textos das provas são de vocabulário específico da área e normalmente estas palavras são substantivos. Os outros 90% a 95% das palavras são Verbos, Advérbios, Adjetivos, Preposições, Conjunções… todos inter-relacionados dentro do texto.

    Os professores que preparam os exames sabem tanto disso que em muitos casos até liberam o uso do dicionário na hora do teste, pois sabem que não será proveitoso para o candidato.

    Outro fato que comprova esta questão, é que se as provas são separadas em grandes áreas como por exemplo Ciências Humanas, então de que adianta para um aluno que estuda vocabulário específico em Psicologia e na hora da prova cai um texto mais relacionado com Filosofia que são da mesma macro-área?

    5. Evite o maior erro na preparação para testes de proficiência

    Não cometa o erro de focar seus estudos somente em textos da sua área de estudos e provas anteriores de mestrados. Este é um erro clássico e infelizmente muito comum entre os candidatos. Este erro normalmente é ocasionado por 3 motivos:

    1. Escolas e professores particulares de espanhol não especializados e sem experiência específica na preparação para exames de proficiência de pós graduação orientam os alunos desta forma equivocada.

    2. Candidatos que tem nível intermediário ou avançado no espanhol adquirido em cursos convencionais de conversação pensam que estes conhecimentos serão suficientes para fazer uma boa prova. É muito comum vermos muitos alunos com nível básico que fazem a preparação da forma correta terem resultados mais positivos do que os que já possuem conhecimentos anteriores na língua com a preparação errada.

    3. Funcionários de secretarias de mestrado/doutorados ou artigos de internet que dizem aos alunos que a prova é simples e basta um estudo superficial.

    Separamos para você fazer o download e utilizar como apoio em seus estudos um conjunto de provas, mas lembre-se, somente utilize-os após já estar dominando as estruturas gramaticais e técnicas de resolução de provas de proficiência citadas anteriormente, senão o resultado pode ser muito negativo. Confira:

     

    31 Modelos de provas em Espanhol em PDF de grandes universidades como USP, UNB, TEAP, UFMG CENEX, PUC,  UNIFESP…

     

    6. Faça um curso de Espanhol Instrumental específico para Pós Graduação

    Se você não é fluente em inglês e seu tempo é curto, você precisa ir direto ao ponto. A melhor metodologia de preparação para a prova de proficiência em inglês para o mestrado e doutorado é um Curso de Inglês Instrumental específico para este fim. Separamos para você uma Vídeo Aula Gratuita de Inglês Instrumental.

    7. Prepara-se com profissionais especializados em testes de proficiência de pós-graduação

    Mais de 95% do mercado de ensino da língua espanhola no Brasil é focado nas habilidades relacionadas a conversação, ou seja, fala e audição. Desta forma, proporcionalmente as escolas e professores de espanhol são especializados nestas habilidades e não conhecem a fundo as exigências avançadas dos exames de proficiência.

    Ao procurar uma escola ou professor particular de espanhol verifique se o profissional que irá lhe preparar tenha experiência específica em provas de proficiência de pós graduação.