• Como Entrar no Mestrado? Confira 5 dicas para Ingressar!

    como entrar no mestrado ingressar

    Só quem já ingressou na carreira acadêmica sabe que cada etapa de como entrar no mestrado é um desafio. E a prova de mestrado é uma delas, afinal, trata-se do primeiro grande passo nessa direção, além de ser conhecida como uma das mais difíceis.

    Talvez você tenha se assustado quando viu os programas. Eles podem parecer exaustivos, é verdade. Mas não são impossíveis de serem cumpridos. Determinação, foco e preparação são fundamentais para conseguir se sair bem na prova e conquistar a vaga.

    Então, se você está prestes a passar por essa maratona e não sabe por onde começar, não deixe de ler as 5 dicas que separamos para te ajudar a realizar esse sonho. Vamos lá?

    O que é e como funciona

    Trata-se de um curso stricto sensu, cujo principal objetivo é aprofundar o aprendizado da graduação. Também é conhecido como mestrado acadêmico e nele você vai ampliar o conhecimento sobre um determinado tema, tendo a reflexão teórica estimulada.

    O título obtido após a conclusão do programa é de mestre.

    Quem deve fazer

    É ideal para quem desejar seguir carreira acadêmica, tem domínio do inglês (ou de outra língua estrangeira), pretende dar aulas e fazer pesquisas em universidades e faculdades.

    Além disso, é preciso gostar de estudar, se interessar por diversos temas e ter condições de estudar todos os dias.

    Quanto tempo dura

    O curso dura em média dois anos e, embora não tenha uma carga horária extensa, seus temas exigem muito do aluno fora da sala de aula.

    Serão necessárias pesquisas, participação em eventos relacionados ao tema estudado e muita leitura. Há também o famoso trabalho de conclusão de curso, que é uma dissertação.

    Como entrar no mestrado?

    Para entrar no mestrado você deve percorrer as seguintes fases:

    –  Prova de conhecimentos gerais e específicos;

    –  Análise curricular;

    –  Teste de proficiência em um idioma estrangeiro;

    –  Entrevista;

    –  Apresentação de projeto de pesquisa.

    Mas não para por aí, pois, para conseguir um bom curso (e também um bom orientador), você deve ter um ótimo histórico escolar, além de um projeto de iniciação científica durante a graduação. Esse último não é obrigatório, mas ajuda bastante no processo.

    5 dicas de como entrar no mestrado

    1. Leia atentamente o edital de como entrar no mestrado

    Não tenha preguiça de ler todo o edital para saber como entrar no mestrado. Embora pareça uma dica amadora, acredite: muitas pessoas pulam essa parte e depois acabam se prejudicando. Interpretando-o atentamente, você entenderá as regras do programa, os temas que serão abordados, o tempo de duração da prova, etc.

    Conhecer o edital permite que você tenha uma visão geral sobre o programa, os passos que deve seguir e todas as orientações do que precisa ser apresentado.

    E o mais importante: assegura que nada passe despercebido. Você não vai querer que todo o trabalho caia por terra devido a um mero detalhe, não é mesmo?

    2. Conheça a bibliografia indicada

    Algumas pessoas sequer olham a bibliografia, e esse é um erro que pode custar sua vaga. Não subestime sua importância, afinal, se está ali é por alguma razão (que não menos é relevante). As obras indicadas também podem ser utilizadas como referências do seu projeto de pesquisa.

    3. Não deixe o exame de proficiência em inglês para a última hora

    Essa etapa exige preparação intensa e não é uma boa ideia deixá-la para a última hora. Isso porque os certificados de proficiência podem demorar meses para sair. A maioria dos cursos de mestrado exige o inglês, mas essa não é uma regra.

    Verifique no edital quais são as regras do programa e, se for o seu caso, faça um bom curso de inglês instrumental, que é a metodologia cobrada nos testes de proficiência que exigem o idioma. E capriche, pois essa é a etapa que mais elimina candidatos.

    E se você não sabe nada de inglês ou tem pouco domínio da língua, não precisa se desesperar. Existem ótimos cursos focados no mestrado. O importante é se preparar com antecedência e escolher uma boa escola.

    Não caia no erro de escolher um curso de curta duração, com reputação duvidosa e promessas ilusórias. Não abra mão de investir tempo e dinheiro para alcançar os melhores resultados.

    4. Prepare-se para a entrevista

    Na entrevista, não basta saber a resposta para as perguntas. É fator primordial mostrar segurança e certeza de que quer participar do projeto. Dentre as perguntas mais comuns nessa fase, podemos citar:

    –  Qual área gostaria de estudar?

    –  Por que decidiu fazer a pós-graduação?

    –  Se você trabalha, como vai conseguir conciliar estudo e trabalho?

    Além disso, não faltarão perguntas sobre o projeto e seu currículo. Por isso, esteja com tudo na ponta da língua. Na verdade, a entrevista consiste em saber se você vai conseguir concluir o programa no prazo estipulado e se há determinação suficiente para isso.

    5. Capriche no projeto

    Encare seu projeto como uma carta de intenções, pois é por meio dele que os professores vão avaliar alguns requisitos muito importantes como a sua capacidade de planejamento, seu conhecimento, o nível de domínio de redação científica e se sua intenção se encaixa no programa escolhido.

    Assim como na entrevista, será observado com muita atenção seu real interesse em fazer o mestrado. Por isso, é muito importante escolher um tema com o qual você se identifique (e não apenas algum que julgue ser mais fácil).

    A prioridade será sempre dos candidatos que se mostrarem capazes de desenvolver ótimas pesquisas — e não daqueles interessados apenas em obter um título.

    6. Tenha foco e disciplina

    Para conseguir dar conta de tanta pressão, tem que ter determinação e saber exatamente o que quer. Todo desafio precisa de disciplina para ser vencido. Por isso, não desanime e coloque a aprovação como foco principal.

    A disciplina é essencial para que você consiga abrir mão de algumas horas do dia e dedicá-las ao estudo. Evite procrastinar. Deixar para a última hora vai criar uma sobrecarga, além de comprometer a preparação emocional, gerando estresse e tensão.

    Por mais que seja cansativo, organize seu tempo e estabeleça prioridades. Aos poucos, você vai criando uma rotina favorável.

    O que acha de encarar os desafios e fazer a prova de mestrado? Nossas dicas foram úteis? Siga-nos nas redes sociais (Facebook e Google +) e tenha acesso a mais conteúdos como esse!