• Bolsa de Estudo de pós graduação: tudo que você precisa saber para conseguir uma

    bolsa de pós graduação mestrado doutorado exterior

    Com a crise econômica que se instaurou no Brasil, o conhecimento se tornou a maior arma que uma pessoa pode ter para não entrar na estatística dos de desempregados no país e  uma bolsa de pós graduação é uma ótima ajuda neste cenário.

    Uma prova disso é o estudo divulgado pelo Centro de Gestão e Estudos Estratégicos (CGEE), que revelou que, em 2014, quase 75% dos doutores e 65% dos mestres titulados no Brasil estavam empregados.

    O CGEE demonstrou ainda que a diferença salarial das pessoas com esse nível de formação é significativa em comparação ao restante da população: enquanto a população tem a média salarial calculada em R$ 2.449, um doutor tem remuneração média de R$ 13.861, e um mestre, de R$ 9.719.

    Esses dados evidenciam que quem realiza um curso de pós graduação tem maiores oportunidades profissionais e melhores salários quando comparados aos que só têm a graduação.

    Pensando nisso, decidimos reunir, neste artigo, tudo o que você precisa saber para conseguir uma bolsa de pós graduação e dar mais um passo rumo a uma carreira de sucesso. Confira a seguir! Boa leitura!

    Por que fazer uma pós graduação?

    Em um cenário econômico difícil como o atual, no qual existem inúmeros concorrentes e poucas vagas, é natural que os recrutadores usem diferenciais como critério durante a seleção — o fato de um candidato ter ou não uma pós-graduação é um deles.

    Além disso, realizar uma pós graduação permite que o profissional:

    –  concorra a concursos públicos para cargos específicos;

    –  siga carreira acadêmica;

    –  tenha melhor remuneração;

    –  atualize-se profissionalmente;

    –  tenha mais oportunidades profissionais;

    –  seja reconhecido e destaque-se no mercado.

    No entanto, antes de se decidir por uma pós graduação, é fundamental que o futuro estudante entenda que existem dois tipos de graduação: a Lato Sensu e a Stricto Sensu. Enquanto a primeira é direcionada à atuação profissional, a segunda está voltada para a formação científica e acadêmica.

    Nesse contexto, é importante ressaltar que os cursos de pós graduação Lato Sensu são categorizados como especializações ou MBAs (Master in Business Administration) e, portanto, não conferem o título de mestre, mas de especialista na área de estudo.

    Um outro ponto que merece ser destacado é que os MBAs realizados no Brasil divergem dos feitos nos Estados Unidos e na Europa. Isso porque, no exterior, a duração do MBA é de 2 a 3 anos, e as aulas acontecem em período integral, impossibilitando que o estudante concilie a vida acadêmica e a profissional.

    Por isso, é muito importante que o estudante escolha bem o tipo de pós-graduação que deseja fazer antes procurar pelas bolsas de pós-graduação.

    O que é preciso para conseguir bolsa de pós graduação?

    Existem alguns pré-requisitos que o estudante deve cumprir para ingressar na pós-graduação e conquistar uma bolsa de estudo acadêmica. Entre eles, é possível destacar a proficiência em inglês e a apresentação de um pré-projeto de mestrado, utilizado para verificar se o estudante é capaz de produzir uma pesquisa consistente.

    Para entender melhor como funcionam as bolsas de estudo de pós-graduação no Brasil e no exterior, confira os tópicos subsequentes.

    Bolsa de pós graduação no exterior

    Para concorrer a uma pós-graduação no exterior e, consequentemente, conseguir uma bolsa de estudo, as universidades estrangeiras exigem determinados documentos do estudante no ato da inscrição. São eles:

    –  aprovação no exame de proficiência na língua estrangeira;

    –  3 cartas de recomendação;

    –  uma redação;

    –  pré-projeto de pesquisa;

    –  histórico escolar;

    –  atestado de conclusão da graduação ou diploma;

    –  certificados acadêmicos, como iniciação científica (IC) e monitoria (se houver).

    Além disso, também é possível que a instituição determine que os documentos, como certificados e diplomas, tenham a firma reconhecida em cartório.

    Se esse for o caso da universidade escolhida, o estudante precisará entrar em contato e descobrir em qual cartório os assinantes têm firma reconhecida para, em seguida, realizar o procedimento e dar continuidade ao processo.

    No entanto, algumas instituições exigem que o MRE (Ministério das Relações Exteriores) valide os documentos acadêmicos. Nessa situação, o estudante precisa enviar os documentos à Brasília para que o governo brasileiro ateste a sua legitimidade.

    É importante lembrar que, após a validação do MRE e do reconhecimento de firma, toda a documentação precisa, obrigatoriamente, ser redigida por um tradutor juramentado no idioma oficial do país onde se localiza a instituição de ensino.

    Além desses documentos, algumas universidades estadunidenses exigem que o candidato realize exames de conhecimentos, como o Graduate Management Admission Test (GMAT) — utilizado para avaliar alunos cuja formação esteja voltada para a área de negócios — e o Graduate Record Examination (GRE) — teste de admissão para mestrado em áreas que não abrangem negócios (MBA). Ambos os exames têm validade por 5 anos.

    Diante de tantos gastos com a inscrição, fica evidente que a bolsa de estudo de pós-graduação representa o real acesso às universidades estrangeiras. Portanto, o acadêmico precisa se informar sobre os programas de pós-graduação e as modalidades de auxílio financeiro para estrangeiros, antes de escolher uma instituição.

    Para isso, os estudantes devem procurar órgãos oficiais, como consulados, a British Council e a Education Usa e as próprias universidades, pois esses órgãos promovem a educação, prestando uma consultoria gratuita e auxiliando os candidatos a encontrarem uma bolsa que se ajuste perfeitamente ao seu perfil.

    Bolsa de pós graduação no Brasil

    No Brasil, existem três fontes de financiamento para bolsas de mestrado e doutorado:

    1. Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior);

    2. CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico);

    3. Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa.

    Essas bolsas têm a duração de 2 anos, quando se trata de um mestrado, e de 4 anos ,quando está relacionada ao doutorado. Os valores variam de acordo com a agência de fomento, mas costumam ter como base a remuneração do CNPq e da Capes, que determina:

    –  R$ 1.500 para mestrado;

    –  R$ 2.200 para doutorado;

    –  R$ 4.100 para pós-doutorado.

    Para ingressar no mestrado e no doutorado no Brasil, também há algumas exigências. Veja:

    –  prova de conhecimentos gerais e específicos;

    –  histórico escolar com bom desempenho;

    –  análise curricular;

    –  entrevista;

     –  teste de proficiência em língua estrangeira, geralmente o inglês;

    –  apresentação de um pré-projeto de pesquisa.

    Vale lembrar que os alunos que anexam projetos de iniciação científica também saem na frente na hora de concorrer por uma vaga em uma seleção.

    Quais os melhores programas de bolsa de pós graduação para ficar de olho?

    O cenário de desconfiança promovido pelo surgimento de instituições de ensino criou uma grande armadilha na carreira de alguns profissionais, pois cursar uma pós graduação que não é bem aceita pelo mercado pode manchar o currículo e dificultar a busca por um emprego ou impedir uma promoção na empresa.

    Por isso, é imprescindível que o profissional busque uma atualização acadêmica em uma instituição de ensino que tenha como compromisso melhorar a sua elegibilidade no mercado. Contudo, é importante ressaltar que as bolsas de pós-graduação, nessas instituições, costumam ser concedidas aos estudantes de baixa renda e com grande potencial acadêmico.

    Portanto, se o aluno não tem um rendimento acadêmico excepcional, ele deve buscar formas de melhorar o seu currículo para impressionar os recrutadores durante a entrevista. Nesse contexto, é fundamental que o aluno invista no domínio da língua inglesa e em um pré-projeto de pesquisa interessante, bem redigido e estruturado.

    Assim, resolvemos elencar as bolsas de pós graduação que você não pode perder de vista se quiser dar um passo a frente em rumo a uma carreira estável e de sucesso. Confira!

    Capes 
    A Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior) — agência de fomento do governo federal — oferta bolsas para inúmeros países do globo, em especial para o nível de doutorado e pós-doutorado.

    CNPq
    A disponibilização da bolsa para doutorado pleno ou sanduíche é vinculada ao Ministério da Ciência e Tecnologia e financiada pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.

    Ciência sem Fronteiras
    O programa Ciência sem Fronteiras concede bolsas de pós graduação para brasileiros realizarem doutorado sanduíche ou pleno em universidades estrangeiras. Vale lembrar que, com esse tipo de bolsa, o candidato pode conquistar a bolsa acadêmica em um doutorado apenas com o diploma de graduação.

    FAPESP
    A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) disponibiliza auxílio para a realização de estágios e pesquisas para bolsistas de pós-doutorado.

    Bolsas de estudo fornecidas por institutos, fundações e ONGs brasileiras

    Fundação Estudar
    Criada em 1991, a Fundação Estudar concede bolsas de pós graduação para estudantes brasileiros cursarem o mestrado ou o doutorado nas melhores universidades do exterior.

    Fundação Lemann
    O Programa de Talentos Lemann Fellowship disponibiliza bolsas de estudos integrais e parciais nas melhores universidades do mundo, como Stanford e Harvard. Esse programa tem como foco pesquisadores e profissionais com ótimo desempenho acadêmico.

    Instituto Ling
    Sediado em Porto Alegre, o instituto Ling oferece bolsas de estudos de pós-graduação para os estudantes brasileiros que conseguiram ser aprovados em cursos de MPA, LLM e MBA em instituições de ensino de renome no exterior; para jornalistas pertencentes ao programa jornalistas de visão; e para alunos aprovados para um mestrado em engenharia na IIT (Programa Masters in Engineering IIT).

    Bolsas de estudo fornecidas por instituições de ensino e governos estrangeiros

    Grã-Bretanha
    As denominadas bolsas Chevening financiam bolsas de mestrado em universidades britânicas e incentivam a criação de um grupo de relacionamento e networking entre os seus participantes.

    A Universidade de Newcastle concede bolsas exclusivas para brasileiros interessados em cursar a pós-graduação nas universidades da Inglaterra.

    Estados Unidos
    A Education USA estabelece e fornece informações sobre bolsas de estudos nas universidades americanas que estão abertas para brasileiros.

    A Comissão Fulbright, no Brasil, oferece uma série de possibilidades para a pós-graduação de brasileiros. No programa de doutorado parcial, por exemplo, estudantes podem desenvolver parte da pesquisa nos Estados Unidos.

    Holanda
    A Neso Brazil centraliza as opções de bolsas disponíveis em universidades holandesas e detalha os possíveis financiamentos para quem tem interesse em estudar no país.

    Suiça
    O Governo Suíço oferece bolsas de pós graduação exclusivas para brasileiros, além de auxílios para mestrado, doutorado e pós-doutorado.

    Alemanha
    O Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico oferta bolsas para cursos de mestrado e doutorado com temáticas relacionadas às políticas públicas, ao desenvolvimento sustentável, além de especialização em música, artes, artes cênicas, cinema, arquitetura e design.

    Austrália
    A Austrália concede bolsas e auxílios para estudos no exterior. Com o programa de bolsas da Endeavour, por exemplo, é possível fazer o mestrado e o doutorado em instituições do país.

    Bélgica
    Com o auxílio do programa Vlir-Uos, candidatos brasileiros têm a chance de realizar estágios, mestrado ou pesquisas de curta duração em instituições de ensino belgas.

    Canadá
    O programa de bolsas internacionais oferece diversos programas educacionais para candidatos brasileiros interessados em desenvolver pesquisas ou fazer uma pós-graduação no Canadá.

    O Fundo de Pesquisas de Québec disponibiliza bolsa de estudo para pesquisadores brasileiros em programas de mestrado, doutorado e pós-doutorado.

    China
    O governo da China oferece bolsas integrais para os cursos de pós graduação na China, por meio da Embaixada da República Popular da China no Brasil.

    Dinamarca
    O governo da Dinamarca fornece subsídios públicos para financiamento da pós graduação no país.

    Espanha
    As bolsas Maec-Aecid pertencem ao programa do Ministério de Assuntos Exteriores e Cooperação espanhola para cursos do nível de pós-graduação.

    Fundação Carolina
    O programa de bolsas da fundação Carolina disponibiliza inúmeros auxílios para candidatos de diversas áreas realizarem um curso de pós graduação na Espanha.

    França
    A agência que promove o ensino superior francês estabelece o oferecimento de bolsas de estudos no país. Nesse sentido, o programa Eiffel é uma das possibilidades para estudantes brasileiros.

    Hungria
    A Fundação Tempus administra programas de cooperação internacional na área educacional. Ela concede financiamento para que o estudante possa realizar uma pós graduação.

    Itália
    O Ministério das Relações Exteriores da Itália oferece bolsas de pós graduação para brasileiros realizarem diversos cursos no país.

    Japão
    O Governo do Japão disponibiliza bolsas para brasileiros com enfoque em pesquisas realizadas nas universidades do país.

    Malásia
    O programa internacional de bolsas de pós graduação do governo da Malásia tem como objetivo atrair profissionais para cursar a pós-graduação no país. Sua prioridade se concentra em áreas como Agricultura, Saúde, Engenharia, Biologia e Tecnologia da Informação.

    México
    A Fundação Beca se localiza no México e oferece oportunidades para Latinos realizarem pós graduação no exterior com bolsas parciais ou integrais.

    Nova Zelândia
    O governo Neozelandês seleciona estudantes que estejam aptos a cursar doutorado para bolsas integrais.

    Rússia
    A Aliança Russa é representante oficial das universidades da Rússia no Brasil e disponibiliza inúmeras bolsas para mestrado.

    Taiwan
    O Fundo de Desenvolvimento e Cooperação Internacional do governo de Taiwan fornece diversas bolsas integrais para a pós graduação no país.

    Agora que você já sabe tudo sobre a bolsa de pós-graduação, já está pronto para seguir com sua inscrição, certo? Nesse momento, é importante que o concorrente não se esqueça de verificar se realmente está dominando a língua estrangeira. Isso porque ela é requisito básico para passar em qualquer seleção de mestrado e doutorado.

    Gostou do nosso artigo sobre bolsa de estudo de pós-graduação? Siga nossa página no facebook e fique por dentro de outros conteúdos como este.