pós-graduação em psicologia

4 dicas para iniciar uma pós-graduação em Psicologia no Brasil e 9 especialidades muito importantes nos dias de hoje.

Um dos cursos mais procurados no momento de escolher uma Pós-graduação de Psicologia. Para que você tenha uma ideia, de acordo com o Conselho Federal de Psicologia (CFP), atualmente, no Brasil, há cerca de 343 mil psicólogos.

Logo, muitos profissionais, com o intuito de se destacar em um meio tão concorrido, decidem fazer uma pós-graduação. A pós-graduação em Psicologia é na verdade um divisor de águas na carreira de qualquer profissional. Na especialização, é possível refletir de forma mais profunda sobre a real função do psicólogo.

Se deseja iniciar uma pós-graduação em Psicologia, este post é pra você. Continue a leitura e conheça 4 pontos importantes sobre o tema!

1. Quais as Pós-graduação em Psicologia indicadas

Existem muitas áreas de atuação em Psicologia. Entre elas, podemos citar:

  1. Psicologia Clínica;
  2. Psicologia do Esporte;
  3. Psicologia Escolar e Educacional;
  4. Psicologia Hospitalar;
  5. Neuropsicologia;
  6. Psicologia Infantil;
  7. Psicologia Organizacional;
  8. Psicologia Jurídica;
  9. Psicologia Social.

Ao longo da graduação, é possível, por meio de estágios e disciplinas curriculares, ter contato com algumas dessas áreas.

Contudo, para que exista a possibilidade de atuar em qualquer área, não há exigência formal de especializações, mas elas podem ser essenciais para que o profissional consiga se aprofundar no tema de sua preferência e tenha o domínio total dos instrumentos próprios para intervir, como procedimentos, técnicas e aprofundamento teórico.

Existem diversas maneiras de executar esse aprofundamento, como supervisão clínica conduzida por psicólogos experientes, cursos livres oferecidos por institutos privados e pós-graduações lato sensu e stricto sensu.

2. Quanto custa em média uma Pós-graduação em Psicologia

Um dos grandes impasses no momento de optar por uma pós-graduação é achar um curso que esteja alinhado às suas metas e que, obviamente, esteja dentro de seu orçamento. Os valores dos cursos variam bastante de uma instituição para outra, considerando os tipos de formação, a carga horária e as diversas áreas disponíveis.

Faça pesquisas, estude as diversas especializações presentes no mercado e faça uma escolha embasada. Isto é, monte uma lista das razões que o motivaram a escolher aquela opção.

3. Quem pode fazer uma Pós-graduação em Psicologia

Não é preciso ter formação em Psicologia para realizar uma pós-graduação nessa área. Todavia, caso esteja fazendo o curso com o intuito de uma mudança na sua carreira, o estudante formado em outra área precisa ter em mente que há a possibilidade de sua atuação ser limitada. Um exemplo é que não será possível atuar na área clínica atendendo pacientes. Porém, se concluir uma pós em Psicopedagogia, poderá trabalhar como psicopedagogo.

Já os formados em psicologia podem solicitar um registro de especialista no CRP de sua comarca. É responsabilidade do órgão aprovar a concessão do título profissional de especialista. Esse título não é obrigatório, porém, é um direito do psicólogo tê-lo.

4. Tempo de duração

Veja o tempo de duração de algumas especializações:

  • pós-graduação em Psicologia Infantil tem a duração de 9 meses;
  • pós-graduação em Psicologia Hospitalar tem a duração de 10 meses;
  • pós-graduação em Psicologia Social tem a duração de 9 meses;
  • pós-graduação em Neuropsicologia tem a duração de 8 meses;
  • pós-graduação em Psicanálise dura 10 meses;
  • pós-graduação em Psicologia Clínica tem a duração de 10 meses.

Com essas informações, fica bem mais fácil garantir a melhor tomada de decisão. A pós-graduação em psicologia ajuda muito a otimizar a carreira na área, visto que possibilita que o profissional compreenda de forma mais completa e eficiente o seu papel na profissão.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.