Logomarca curso Marta Garcia
mestrado ufpe

Tudo o que você precisa saber sobre mestrado UFPE!

É possível realizar mestrado UFPE, a Universidade Federal de Pernambuco, que ocupa a 14ª posição no Brasil do último World University Rankings. Esse ranking avalia as instituições de acordo com a qualidade da educação e do corpo docente, o desempenho nas pesquisas e o nível de empregabilidade dos alunos.

Então, ao ingressar no mestrado dessa instituição, você eleva as suas chances de ter um ensino de qualidade e montar um currículo acadêmico mais atrativo. Além disso, também existe a possibilidade de ganho de bolsas estudantis, para que o estudante consiga se dedicar com mais profundidade ao mestrado.

Outro ponto positivo de fazer parte desse estudo na UFPE é a existência de cotas voltadas para trans e outras minorias. É o caso de negros, ciganos, indígenas, quilombolas e pessoas com deficiências. E ainda, também existe o investimento na interiorização da universidade. Tudo isso contribui para que o espaço acadêmico se torne mais diverso e inclusivo e o ensino diminui a sua centralização.

Agora que você conhece um pouco das vantagens do mestrado na UFPE, que tal se aprofundar no assunto e descobrir mais sobre as particularidades desse estudo? Continue a leitura!

O que é um mestrado?

Primeiro, saiba que o mestrado consiste em um programa de pós-graduação voltado para o ensino acadêmico. Isso contempla os interessados na realização de pesquisas e no posterior trabalho como docentes universitários, por exemplo.

Mestrado profissional

Para entender melhor, saiba que o mestrado pode ser dividido em mestrado profissional e mestrado acadêmico. No primeiro caso, a formação do aluno foca na capacitação por meio de técnicas voltadas para o mercado de trabalho e que contribuem para uma melhor atuação no segmento escolhido. Para isso, é sempre válido estudar conceitos atualizados e equilibrar a aula prática com a teórica.

Mestrado acadêmico

Enquanto isso, o mercado acadêmico é voltado para quem interesse por pesquisa científica e atuação com docência, conforme mencionado. Logo, esses estudantes contribuem para formar outros alunos para atuar no mercado de trabalho ou também no meio acadêmico. E ainda, podem realizar estudos sobre determinado assunto e desse modo, auxiliar de alguma maneira a sociedade.

Como iniciar um mestrado?

Conforme mencionado, o mestrado é um tipo de formação que ocorre após a graduação. Logo, é necessário ter diploma de curso superior, de acordo com o MEC. Outro passo importante é passar por um processo seletivo, cujos critérios de seleção variam de acordo com cada instituição e linha de pesquisa almejada. De qualquer forma, ele costuma seguir algumas etapas, como:

  • avaliação de documentos e currículo acadêmico: o seu histórico escolar, como publicação de artigos e apresentação em congresso, sinaliza para os avaliadores se vale a pena selecioná-lo para essa formação;
  • elaboração e avaliação do projeto de pesquisa: é necessário elaborar um projeto de pesquisa relacionado com a linha que você deseja seguir no mestrado;
  • prova escrita de conhecimentos específicos: ela varia conforme a linha de pesquisa escolhida, o que se torna recomendável analisar a bibliografia de cada uma;
  • entrevista com a banca examinadora: a entrevista pode ser presencial ou on-line e tem como objetivo verificar o seu nível de maturidade para esse tipo de curso;
  • teste de proficiência em língua estrangeira: é necessário dominar uma língua estrangeira, mais comumente o inglês, para conseguir estudar por meio dos artigos e projetos que muitas vezes são escritos nesse idioma.

Quanto tempo o mestrado UFPE dura?

A duração do mestrado na UFPE costuma durar 24 meses. Nesse período, 14 disciplinas obrigatórias devem ser contempladas e 12 eletivas podem ser escolhidas segundo a área de interesse em que cada aluno almeja se concentrar.

Além disso, é comum que nos primeiros 12 meses o foco seja nas disciplinas teóricas e posteriormente, na elaboração da dissertação. Outra prática comum é que a matriz curricular seja dividida entre disciplinas focadas na formação docente e no treinamento do pesquisador.

Qual a importância do mestrado?

O curso de mestrado possibilita uma formação mais completa para o aluno. Isto é, no curso superior existem os primeiros contatos oficiais com uma área de sucesso. Isso pode ser de forma generalista ou especialista, de acordo com a graduação.

Seja como for, ao continuar o ensino no mestrado é possível ter uma maior capacitação para atuar com mais expertise na área profissional ou científica. Isso porque o aluno entra em contato com diversas referências bibliográficas que ajudam no conhecimento, além de alunos e docentes interessados e com experiência na temática abordada.

Tudo isso também é útil para que os aprendizados absorvidos sejam voltados para a sociedade, por meio de estudos e descobertas relevantes. Por exemplo, você sabia que por meio de pesquisas acadêmicas é possível entender o nível de informação das pessoas sobre a vacina da covid-19?

A partir dos dados trazidos, fica mais fácil propor soluções para diminuir ruídos na comunicação e garantir a divulgação de informações verídicas. Logo, toda a população ganha e pode avançar no calendário de vacinação.

Por que fazer mestrado UFPE?

Diante da relevância do curso de mestrado, é fundamental escolher uma instituição de renome para que o aluno consiga ter um melhor desempenho. Nesse sentido, você já acompanhou alguns pontos que mostram por que a UFPE pode ser a escolha certa. Além dos citados, existem outros que valem a pena conhecer.

Ranking

Isto é, além do ranking citado, a Universidade Federal de Pernambuco tem nota 4 no ranking de 1 a 5 do MEC. Essa pontuação leva em consideração o Índice Geral de Cursos (IGC), que considera:

  • distribuição de alunos nos cursos de graduação e pós-graduação;
  • avaliação de cursos de graduação, de acordo com o indicador CPC;
  • resultados do ENADE, que avalia o desempenho dos alunos de acordo com o nível de conhecimento específico e geral;
  • média dos conceitos de avaliação, definidos pelo CAPES, dos programas de pós-graduação.

Sendo assim, saiba que a UFPE também é bem avaliada na CAPES, IGC e ENADE, o que evidencia a qualidade dos discentes.

História

Outros pontos importantes sobre a UFPE é que ela foi fundada em 1946, integrando outras instituições de renome, a Faculdade de Direito do Recife, Escola de Farmácia, Escola de Odontologia, Faculdade de Medicina do Recife, Escola de Belas Artes de Pernambuco etc. Então, em 1967 houve a federalização e ela passou a ser nomeada Universidade Federal de Pernambuco.

A instituição atualmente é dividida em três campus diferentes. O primeiro e mais antigo é localizado na capital Recife, conhecido como CAC. O segundo em Vitória do Santo Antão, a pouco mais de 90 quilômetros distante da capital. O terceiro fica em Caruaru, distante 137 quilômetros do Recife.

A interiorização da UFPE, com a fundação de cursos para além da capital, surge para contemplar os moradores das demais regiões. Isso ajuda a tornar o espaço mais diverso e plural e ainda contribui para que os projetos e pesquisas desenvolvidas dentro desse espaço representem também cidades do interior do estado.

Ao todo, existem mais de 40 mil alunos divididos entre os três campus. Esses contemplam mais de 30 cursos de graduação e pós-graduação, como Medicina, Comunicação Social, Educação Física, Cinema, Engenharia de Materiais, Museologia, Arqueologia, Dança etc.

Assistência Estudantil

Juntamente com o incentivo à interiorização da universidade, a UFPE também conta com programas de assistência estudantil. Isso contribui para que demandas específicas dos estudantes possam ser contempladas sem que isso prejudique o desempenho deles nos estudos.

É o caso do Programa de Moradia Estudantil, Bolsa Promisaes, Bolsa de Manutenção Acadêmica, Programa de Apoio à Participação em Eventos etc.

Mestrado UFPE

Como foi possível notar, além dos cursos de graduação, existem as pós. Elas incluem os níveis lato sensu, que envolve especializações e MBAs e stricto sensu, relacionados ao mestrado e doutorado. O ingresso em qualquer uma dessas opções deve ocorrer por meio da inscrição em editais, que costumam abrir anualmente. Os programas de mestrado são diversos e abrangem diversas áreas do conhecimento. É o caso do:

  • PPGPsi, para pós-graduação em Psicologia;
  • PPGEduc, para pós-graduação em Educação Contemporânea;
  • PGGCI, para pós-graduação em Ciência da Informação;
  • PPGC, para pós-graduação em Cirurgia;
  • PGGBiotec, para pós-graduação em Biotecnologia;
  • PPGECAM, para pós-graduação em Engenharia Ambiental e Civil;
  • PPGNAFPF, para pós-graduação em Nutrição, Atividade Física e Plasticidade e Cirurgia;
  • PPGBAS, para pós-graduação Biologia aplicada à Saúde;
  • etc.

E ainda, caso você tenha interesse nas graduações lato sensu da UFPE, que envolvem especializações e MBAs, saiba que as opções também são diversificadas. Elas envolvem:

  • MBA Executivo em Gestão de Marcas;
  • Perícia Contábil;
  • Especialização em Direitos Humanos;
  • MBA Executivo em Gestão e Liderança Universitária;
  • MBA Executivo em Gestão da Inovação;
  • Temática da Cultura e Histórias dos Povos Indígenas;
  • Especialização em Análises Clínicas e Toxicológicas;
  • Gestão de Negócios e Empreendimentos.

Como entrar no mestrado UFPE?

Conforme mencionado, o ingresso no mestrado da UFPE ocorre pela inscrição em editais específicos de pós-graduação. Eles podem ser abertos uma ou duas vezes ao ano. Em 2021, a abertura ocorreu no mês de outubro.

Para os interessados na bolsa, também é importante ficar de olho nessa divulgação. Ao total houve uma distribuição de 4,5 mil bolsas no ano de 2020. Contudo, é importante também acompanhar os noticiários, já que pode ocorrer previsões de corte nas bolsas, o que exige organização dos estudantes.

Também é importante salientar que demonstrar a relevância da pesquisa acadêmica para a sociedade e cobrar políticas públicas é sempre importante. Afinal, isso pode contribuir para o fornecimento de bolsas acadêmicas, que é indispensável para que muitos sigam com a pós-graduação.

Além disso, existe outro ponto que você precisa saber sobre as bolsas de mestrado. Elas podem ser canceladas a qualquer momento. Para isso, é necessário obedecer a alguns critérios, como a solicitação com justificativa do orientador, média inferior a B+ e a falta de dedicação integral ao curso. E ainda, após os 24 meses de duração do curso, também ocorre o cancelamento da bolsa.

Quais os critérios de seleção no mestrado UFPE?

Diante da relevância da Universidade Federal de Pernambuco e dos cursos de pós-graduação oferecidos, é natural que se ingressar seja desafiante e envolve muita concorrência. Lembre-se também que as vagas estão disponíveis para estudantes do Brasil inteiro disputá-las.

Sendo assim, para entender melhor sobre o critério de seleção no mestrado UFPE saiba que são considerados alguns aspectos do perfil e características acadêmicas do estudante que sinalizam sua competência.

Nesse sentido, é fundamental ressaltar as suas atividades acadêmicas realizadas durante o curso superior, como participação em congressos, desenvolvimento de artigos etc. Essas questões servem para análise documental e apresentam um peso entre 0,05 e 0,40.

Outras avaliações efetuadas e fundamentais dizem respeito ao conhecimento do candidato quanto a linha de pesquisa almejada. É preciso demonstrar coerência no desenvolvimento das ideias, aderência a metodologia, capacidade argumentativa, inovação na proposta, domínio, precisão e consistência, conhecimento dos autores da bibliografia etc.

Como é a etapa da prova de proficiência do mestrado UFPE?

Como dito, é necessário que o candidato tenha domínio intermediário ou avançado em uma língua estrangeira. Isso é avaliado na prova de proficiência. Ela é realizada pela Coordenação de Línguas e Interculturalidade (Cling).

Para isso, é necessário pagar uma taxa de R$100 ou solicitar isenção. Assim, para receber o certificado de proficiência e se tornar apto para o ingresso em um mestrado ou até doutorado, é necessário tirar uma nota acima ou igual a 6,0. Algumas das etapas e critérios de avaliação envolvidos nesse processo você confere a seguir:

  • capacidade de interpretação de textos em outro idioma;
  • a prova inclui textos técnicos ou questionários on-line com temas relacionados a área que você se candidatou;
  • existem 20 questões objetivos em português relacionadas a esses textos, o que pode ser artigo, reportagem, resenha etc., e que se relacionam a temática escolhida e sejam de domínio acadêmico;
  • cada resposta do questionário só tem uma resposta correta;
  • etc.

Então, conseguiu entender mais sobre o mestrado da UFPE? Trata-se de um dos mais requisitados do país, devido às posições ocupadas em pesquisa de avaliação principalmente. Sendo assim, caso tenha interesse em ingressar nessa pós-graduação, um dos passos fundamentais é se preparar para a prova de proficiência, além de seguir as demandas recomendadas.

O que achou do nosso post sobre mestrado UFPE? Gostou? Compartilhe um comentário conosco e com os demais leitores!

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.