como fazer currículo lattes curriculum cnpq

Como Fazer um Currículo Lattes Incrível e Diferenciado?

Foi-se o tempo em que concluir a graduação significava o fim da jornada de estudos. Hoje em dia, a realidade é bem diferente, e para aqueles que sonham com posições melhores, a formatura representa apenas o princípio de uma nova caminhada profissional. Por isso, saber como fazer currículo lattes é um dos passos para alcançar sucesso na carreira.

Depois de conquistar o tão sonhado curso superior, muitas pessoas logo se programam para seguir uma carreira acadêmica ou mesmo se inserir imediatamente no mercado de trabalho. Seja qual o for o caminho escolhido, é importante construir um currículo lattes.

Não sabia disso? Então, entenda um pouco melhor a sua importância e como fazer um currículo atrativo e diferenciado. Acompanhe tudo isso neste post completíssimo e aprenda porque você deve fazer o seu!

Afinal, o que é o currículo lattes?

Se você não sabe do que estamos falando, não precisa de nenhum constrangimento. Essa é a realidade de muitas pessoas, então “take it easy”. O currículo lattes é elaborado nos padrões da Plataforma Lattes (o que explica muito do seu nome, certo?) e é gerido pelo Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq).

O modelo foi criado em maio de 1999 e tinha como objetivo facilitar o planejamento, a gestão e a operacionalização do fomento de pesquisas em instituições de ensino e pesquisa do país. Uma causa um tanto quanto nobre! Desde então, é o modelo padrão de currículos no Brasil, tendo como finalidade reunir e organizar todas as informações em uma base única nacional.

A plataforma fez com que profissionais de diversas áreas (como professores, pesquisadores e cientistas) fossem capazes de realizar o cadastro gratuitamente — e, como falamos, tudo isso em um ambiente único.

Pode parecer bobagem, mas ter todo esse material centralizado em um único ambiente ajuda muito os candidatos e recrutadores. E tem mais: tudo isso é visualizado de um modo padronizado, possibilitando o acesso a todos os dados de maneira rápida e detalhada.

Além disso, nesse lugar, os profissionais encontram espaço para um currículo mais completo e detalhado, contendo todas as informações relacionadas à sua carreira profissional e científica. A plataforma lattes é tão forte que é adotada pelas instituições, universidades, empresas e institutos de pesquisa do país inteiro.

Essa medida é um dos principais ganhos quando o assunto é a transparência profissional para a comunidade científica, a facilidade no preparo e envio do currículo e, para fechar, a uniformidade dos dados. Como lá você tem todos os dados dos candidatos (com a devida comprovação), não dá para negar que é muito confiável.

Para fechar, por meio dessa plataforma, ainda conseguimos identificar o perfil do corpo docente — desde a produção científica até atividades de ensino, gestão e extensão. Isso é útil, inclusive, para estudantes que estão em busca de orientação para mestrado e doutorado.

Ganhos para área profissional

Se você não pensa em seguir carreira acadêmica, então, é bom saber que o currículo lattes também ganhou muita força no mundo corporativo. Hoje, várias empresas consideram e, até mesmo, exigem que o currículo esteja completo na plataforma — ou a usam como referência para recrutamento.

Como é muito mais completo e detalhado que outros modelos existentes, como o famoso Curriculum Vitae, não dá para negar que o documento pode ser muito útil para uma contratação mais acertada. Por isso, é importante preencher tudo com cuidado, já que as informações não citadas podem acabar sendo desconsideradas em um importante processo de seleção.

O que vai nele?

Se você está se perguntando como fazer currículo lattes e quais informações podem ser acessadas no documento, pode descobrir agora mesmo. Entre elas, estão:

  • dados pessoais, como nome, ID lattes, nome em citações bibliográficas, endereço profissional (para quem está associado a uma universidade), país de origem, entre outros;
  • formação acadêmica;
  • idiomas, analisando a fluência na fala, escrita e leitura;
  • instituições de ensino em que já atuou;
  • área de produção científica;
  • artigos publicados;
  • grupos de pesquisa dos quais participa ou tenha participado.

Além disso, é importante ressaltar que todos os dados da plataforma ficam disponíveis ao público para consulta por meio da internet, facilitando o acesso aos dados com credibilidade e confiabilidade — essenciais aos processos de financiamento nas áreas de ciência e tecnologia.

Qual é a sua importância nos dias de hoje?

Como adiantamos, esse tipo de currículo é fundamental para quem quer seguir no meio acadêmico, mas está se tornando cada vez mais importante para quem quer ingressar no mercado de trabalho. Essa informação é surpreendente para muitas pessoas, já que o currículo lattes ainda é fortemente associado à Academia.

A boa notícia é que, como também já dissemos, o modelo pode ser útil para os dois meios. Nos dias de hoje, ter uma boa formação acadêmica pode abrir muitas portas no mercado, pois, cada vez mais, as duas áreas se conversam. E não é só isso: o currículo lattes ainda pode ser uma verdadeira ponte para oportunidades internacionais, seja para uma pós-graduação ou mesmo um emprego em uma multinacional.

Mas não podemos negar que o documento pode ser ainda mais importante para quem deseja seguir no universo acadêmico. Seja em busca de um mestrado ou doutorado, ter um currículo nos moldes da Plataforma Lattes é essencial para participar das seleções e conseguir a inserção no meio da pesquisa científica.

Por isso, todo pesquisador deve providenciar o seu cadastro. Entretanto, não basta apenas fazê-lo. Embora esse seja o primeiro passo, é muito importante procurar alternativas para diferenciar o seu material dos demais — e é justamente disso que trataremos nos próximos tópicos desta postagem.

Como fazer currículo lattes?

Depois de entender como esse tipo de currículo é importante, é bem provável que você esteja se perguntando como montar um modelo turbinado e que se diferencie no meio dos milhares disponíveis, certo?

Por melhor que seja o seu currículo, é muito importante saber se vender bem e comunicar tudo o que você fez nos últimos anos. Antes de entrar nesse detalhe, vamos mostrar qual é o passo a passo para a criação do modelo padrão. Veja!

Acesse a plataforma

O primeiro passo para fazer o currículo lattes é acessar a Plataforma Lattes. Procure a opção de “Cadastrar novo currículo” e preencha os dados que serão requisitados. O começo envolve dados mais básicos, como e-mail, nacionalidade, escolha de uma senha para acesso e outras coisas desse tipo.

Preencha os dados

Depois de logar, siga preenchendo os dados necessários. O início contempla informações pessoais, como nome, data de nascimento, CPF, identidade e outros documentos explorados para identificação.

O processo é simples e intuitivo, sempre dividido por etapas e bem sinalizado. Isso significa que você, provavelmente, não vai ter problemas com a inserção das informações da maneira correta. Ainda assim é bom ficar de olho e dedicar um período mais tranquilo para fazer tudo sem atropelos.

Complete os endereços

Na sequência, você vai precisar colocar o endereço residencial e profissional (caso haja), assim como os telefones para contato. Lembre-se de atualizar os dados sempre que esses números forem trocados, ou pode acabar perdendo uma grande oportunidade.

Siga para os dados profissionais

Agora chegamos ao ponto mais importante de um currículo lattes: as informações profissionais. Na próxima aba, denominada “Formação Acadêmica”, é onde são inseridas as informações sobre cursos concluídos e em andamento.

Na próxima seção, são solicitadas informações sobre atuação profissional, ou seja, se você está trabalhando em alguma instituição. Além de pontuar sobre o local, não se esqueça de cadastrar o tipo de vínculo, o cargo e a data de início das atividades.

Complete com os idiomas

Por fim, você vai inserir a sua área de atuação e informações sobre habilidades linguísticas, como inglês, espanhol e outras línguas. Esse tipo de conhecimento é muito importante dentro do universo da pesquisa e produção acadêmica, razão pela qual possui lugar de destaque no currículo.

É isso mesmo: ter conhecimento em idiomas abre muitas portas no mundo acadêmico, e prova disso é que esse é um pré-requisito para vagas de mestrado e doutorado. E o melhor de tudo é que as oportunidades ainda podem ser fora do país — em qualquer destino que você tenha conhecimento na língua específica.

Assim sendo, a plataforma solicitará informações acerca do seu nível de compreensão, leitura, fala e escrita em cada idioma cadastrado. Nesse momento, é imprescindível ser franco e atualizar todas as informações conforme notar progresso no seu aprendizado de outra língua.

Como você pôde perceber, esse não é um processo complexo, podendo ser realizado sem grandes dificuldades. Entretanto, é extremamente aconselhável que tenha muita atenção, para não colocar dados falsos ou desatualizados, o que poderá afetar negativamente a sua avaliação pelas instituições.

Por esse motivo, sempre recomendamos que você separe algum tempo e faça todo o procedimento sem pressão. Esse ainda é o melhor caminho para garantir um currículo bem montado.

Por que devo ter um currículo lattes?

Se ainda não está convencido sobre como esse currículo pode contribuir com a sua carreira, levantamos, aqui, algumas razões que vão ajudar você a entender isso. Confira!

Facilidade para utilizar

Como já vimos neste post, o preenchimento de um currículo lattes é muito simples e autoexplicativo. Isso faz com que a maioria das pessoas não tenha dificuldade no cadastro e mantenha as suas informações atualizadas. Então, entenda a sua importância e faça a sua inscrição também!

Além disso, a sua utilização no dia a dia é muito simples. Isso significa que você consegue navegar e atualizar todas as informações sem muita dificuldade, conforme seja necessário.

Modelo popular

Não tem como negar: o modelo lattes é, hoje, a principal plataforma unificada de currículos. Como adiantamos, ele é utilizado por praticamente todas as universidades e instituições de fomento e pesquisa do país. Portanto, se você tem o interesse de garantir mais visibilidade ao seu currículo e projetos, não deixe de se cadastrar.

Informações completas

Além de ser popular, o currículo lattes é um modelo que vai muito além dos modelos tradicionais. Por meio dele, é possível ter uma visão completa da trajetória acadêmica da pessoa, como dados sobre instituições, grupos de pesquisas, etc. Ou seja, é passado um overview bem completo.

Porta para oportunidades profissionais

Atualmente, quem deseja seguir a carreira acadêmica não pode deixar de ter um currículo cadastrado na plataforma, pois, provavelmente, será um dos primeiros requisitos para inscrição e ingresso em qualquer programa de pós-graduação.

Diversos programas de iniciação científica e tecnológica, bem como programas de pós-graduação, utilizam a plataforma como uma maneira eficiente de avaliar os docentes e discentes quanto ao currículo e produtividade, servindo de fundamento para deferirem subsídios para instituições e projetos.

E não é só isso: a plataforma também pode representar uma ponte para várias outras oportunidades no mercado de trabalho. Como já pontuamos, ela tem se tornado uma referência para o mundo corporativo e auxiliado muitos recrutadores a terem escolhas mais acertadas.

Visibilidade da produção acadêmica

Outro aspecto muito importante está relacionado à visibilidade proporcionada ao pesquisador que ali insere os seus dados profissionais. Por se tratar de uma base nacional, acessada de qualquer lugar do país, aumenta a visibilidade da produção acadêmica, proporcionando um maior intercâmbio entre pesquisadores e instituições.

De modo geral, é importante lembrar que o cadastro na plataforma e a utilização desse sistema é uma opção para que professores, pesquisadores e alunos possam manter os seus currículos atualizados. Isso sem contar que eles ficam organizados e padronizados, contando com uma incrível facilidade de acesso por meio da internet — o que tem sido muito enriquecedor para a produção científica no país.

Facilidades para quem quer seguir carreira na Academia

O currículo lattes é de suma importância para o profissional que deseja seguir carreira acadêmica após a conclusão do curso. Trata-se da maior ferramenta para conhecimento e avaliação do indivíduo em relação à sua produção científica e ao seu posicionamento profissional.

Assim, após a leitura deste texto, você será capaz de cadastrar o seu currículo na plataforma e começar a desfrutar dos benefícios em busca de uma bolsa de mestrado ou doutorado (além de estar disponível para várias outras vantagens que já pontuamos aqui).

Como diferenciar o meu currículo?

Bem, depois de entender como o currículo lattes é importante, é bem provável que você esteja se perguntando como diferenciar o seu, certo? Nada mais natural, já que existem milhares de currículos disponíveis na plataforma.

Então, é, sim, necessário tomar algumas medidas para tornar o seu documento mais visível e com um apelo distinto. A seguir, veja algumas dicas!

Invista no texto inicial

A plataforma oferece um texto padrão segundo os dados preenchidos por você, mas, como o próprio nome indica, esse é o modelo disponível para todos os outros candidatos também. Como estamos tratando de maneiras de se diferenciar, é bom dedicar algum tempo para produzir esse conteúdo por conta própria.

Lembre-se que no momento em que a busca pelo seu nome é realizada, essas informações são o primeiro acesso — ou seja, promovem a famosa “primeira impressão”. Tenha em mente que, por mais despretensioso que esse texto pareça, ele tem um papel definidor na hora de as pessoas decidirem se vão abrir o seu currículo ou não.

Por isso, comece escrevendo sobre a sua formação acadêmica, destacando as experiências profissionais, os projetos de pesquisa e, para fechar, outras áreas de conhecimento importantes.

Dê destaque ao que já fez

A parte de atuação profissional deve ser preenchida com todo cuidado, pois, hoje, são as experiências que abrem portas para muitas outras. Por essa razão, destaque todas as empresas em que já trabalhou, dando ainda mais ênfase ao que já fez e quais eram suas funções. Acredite: esse é um detalhe que faz toda diferença!

Caso tenha se dedicado a trabalhos acadêmicos, não abra mão de divulgá-los também. Compartilhe toda a produção que já fez, como livros, artigos que foram para revistas, resumos, eventos científicos, dissertações, monografias e outras coisas desse tipo. Eles ajudam a compensar a falta de experiência em outras áreas profissionais, mostrando que você estava envolvido com a Academia.

Não pense que essas entregas são pouco significativas, pois o currículo lattes considera muito as produções científicas. Por isso, não deixe de explorar todos os seus trabalhos. Vale a pena também colocar informações de sua tese de mestrado e de doutorado, caso já tenha concluído.

Para fechar, existe a possibilidade de colocar outras atuações importantes, como participação em eventos artísticos, cartas, mapas, produção de maquetes etc. Ainda assim, para provar a sua participação, não deixe de pedir o certificado de toda atividade acadêmica em que se envolver, pois tudo o que for lançado no lattes precisa ser comprovado.

Participe de eventos

Participar de eventos relacionados à sua área de atuação ou outras pelas quais tem interesse também é muito bem-visto. Isso comunica que você é uma pessoa interessada em atualizações constantes, ou seja, um profissional antenado e que não quer ficar para trás. Por isso, não deixe de pontuar o seu envolvimento.

O que poucas pessoas sabem é que o lattes também ajuda nesse sentido. Existe um espaço determinado para que você coloque todos os eventos dos quais participou desde a graduação (e que tenham certificado). Isso tudo faz com que o seu currículo ganhe destaque em meio a milhares de outros.

Só uma ressalva: lembre-se de cadastrar isso no lugar certo. Os cursos realizados nesse tempo devem entrar na aba de “Formação Complementar”. Como já adiantamos na postagem, fazer o cadastro no lugar errado pode acabar trazendo o efeito reverso e fazendo com que os seus diferenciais não sejam percebidos pelos recrutadores.

Esforce-se para atualizar com frequência

Um currículo desatualizado não é nada legal — nem para os recrutadores, que percebem que as informações estão antigas, nem para você, que pode perder muitas oportunidades. Para não sofrer com isso, tenha um esforço para manter o currículo lattes atualizado de seis em seis meses (ou sempre que tiver alguma informação relevante).

Pense que o mundo está cada vez mais competitivo e qualquer detalhe faz toda diferença. O fator que pode determinar uma contratação ou não, por exemplo, pode ser um currículo completo e devidamente atualizado.

Por isso, não se esqueça: ao atualizar e mostrar tudo o que está fazendo, você também está comunicando que é uma pessoa em busca de aperfeiçoamento e outras oportunidades profissionais — o que é muito positivo.

Se achou o prazo de seis meses muito curto e que não tem muita coisa para preencher nesse tempo, então, entenda que talvez você esteja ficando um pouco desatualizado. Procure algumas atividades de pesquisa e extensão e aumente o seu currículo sempre que possível.

Evite abreviações

Se trabalha em uma área específica, é bom contar tudo no detalhe. Lembre-se que muitos dos recrutadores podem não saber com o que você se envolveu, então, é bom que o currículo lattes traga todas as informações necessárias, para que as pessoas entendam.

Você é um especialista nessa área de conhecimento, mas trabalhe sempre com a possibilidade de um avaliador que não conheça tão bem o assunto. Por esse motivo, para fazer com que todos compreendam a significância de seus trabalhos, explique tudo detalhadamente.

Dê ênfase nas conclusões

Depois de preencher sobre os congressos e eventos dos quais participou, você tem um espaço para mostrar os resultados (ou conclusões) que conseguiu obter. Como deve imaginar, isso tem muito valor e é ainda mais valorizado do que a participação em si.

Para não perder oportunidades de mostrar como cada envolvimento foi positivo, separe algum tempo para destacar esse espaço. Não perca a chance de detalhar o que foi realizado, para que os leitores possam entender com mais facilidade. Você vai se agradecer por esse cuidado!

Se não tiver experiência, dedique-se aos dados gerais

Muitas pessoas podem ficar um pouco afobadas ao perceberem que não têm experiências para colocar no currículo lattes. Se você é do tipo que está começando a faculdade ou ainda demorou um pouco para perceber como isso é importante, então, nada de desespero.

Uma boa dica é se dedicar aos dados gerais. Deixe todos os outros itens devidamente preenchidos, como domínio em outras línguas, formações e outros detalhes.

Quais são os erros mais comuns?

Depois de conferir o passo a passo e descobrir como fazer currículo lattes (além de maneiras de se diferenciar e chamar a atenção de potenciais oportunidades para o seu trabalho), chegou a hora de saber o que não fazer. A seguir, conheça alguns erros comuns e que devem ser evitados!

Preenchê-lo com informações incompletas

Lembre-se de que o detalhamento das informações é importante para que o leitor entenda mais sobre as suas competências e as suas produções. Por esse motivo, tente preencher todas as informações solicitadas e que você tem ao seu dispor — mas nunca insira dados incoerentes ou falsos.

Inserir palavras e símbolos desnecessários

A escaneabilidade do seu currículo lattes é outro ponto forte e que merece cuidado. Por isso, não tente acrescentar palavras ou símbolos sem que haja a necessidade. Essa dica é muito útil, pois ela ajuda a prender a atenção do leitor e fazer com que ele entenda o conteúdo com mais facilidade. Desse modo, coloque tudo o que você precisa para se descrever, mas não deixe de ser sucinto.

Repetir informações

A redundância é outro pecado na construção de um currículo lattes. Como a plataforma dispõe as informações de uma maneira bem fluida, separando cada tipo de conteúdo (uma seção para dados pessoais, outra para acadêmicos, outra ainda para formações complementares e assim por diante), não é necessário repetir nenhum dado que já tenha sido inserido.

A repetição pode, inclusive, ser bem negativa para quem está lendo, pois parece que você está tentando preencher lacunas para compensar algo que está faltando, dando a entender que a sua carreira é pouco desenvolvida.

Desse modo, mesmo que não tenha muito o que inserir no currículo lattes, faça o possível para que ele seja limpo e atrativo, sem repetições desnecessárias. Uma boa organização do documento diz muito sobre você e pode valer mais do que várias experiências.

Esquecer-se de atualizá-lo

Como você pôde perceber, atualizar o seu currículo é fundamental para conseguir novas oportunidades na carreira. Suponha que tenha feito um curso de idiomas e aprendido uma nova língua, porém, esqueceu de inserir isso no seu documento.

Alguém em busca de pessoas com uma formação como a sua gostaria de iniciar uma pesquisa, mas como ela será fora do Brasil, esse idioma seria necessário. Ao checar o seu currículo e ver que você não tem domínio dessa língua, ele pode achar que você não estaria apto para esse trabalho.

Em outras palavras, sempre que se esquece de atualizar o seu currículo com novos aprendizados, cursos, artigos, entre outras informações, você acaba perdendo oportunidades que enriqueceriam a sua vida profissional.

Como visto, a Plataforma Lattes é muito acionada por empresas e outras instituições. Inclusive, ela é tão bem estruturada que já foi implantada em países como Colômbia, Equador, Argentina, Portugal, Peru e muitos outros.

Além de permitir que os currículos sejam recebidos de forma individual, ela também pode disparar uma lista com todas as pessoas vinculadas a instituições específicas ou que atuem em áreas de interesse. Então, não deixe nenhuma oportunidade passar!

Agora que você já sabe como fazer currículo lattes de uma maneira incrível e diferenciada, não deixe de seguir as nossas dicas. Incorporar cada uma delas no seu documento é uma ótima maneira de se dar bem.


Quem leu este post também leu os posts abaixo:

7 dicas para se dar bem na prova de proficiência da seleção do mestrado

As 9 perguntas mais frequentes na Entrevista de Seleção do mestrado

9 dicas para fazer um Pré Projeto de Pesquisa do mestrado incrível

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

9 Comentários

  1. Muito interessante. Estou gostando…

  2. Quero fazer meu currículo. Gostei muito desta dinâmica

  3. Maravilhosas dicas.Eu estava achando que curriculum Lattes era um bicho de sete cabeças, mas o texto explicativo me deixou mais tranquila.
    obrigada.

  4. Eu já fiz o meu e hoje acessei para atualizar depois que li esse artigo.

  5. Bem informativo!

  6. ESTOU GOSTANDO MUITO DO MATERIAL ENVIADO MUITO PROVEITOSO

  7. Adorei as dicas! Eu imagava que era muito difícil fazer um currículo Lattes. Vou fazer o meu.

  8. Tive boa impressão do conteúdo e da organização de vocês. Parabéns.

  9. Preciso atualizar o meu, obrigada pelas dicas, ajudam muito.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.